Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social

Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social - SUDIS é um órgão da Governadoria do Estado, de direção superior com nível de assessoramento e apoio direto estratégico e altamente especializado ao Governador do Estado.
 

Atribuições

À Superintendência-Geral compete, entre outras atribuições:

  • Assegurar à sociedade civil organizada, movimentos sociais, ONGs e outros coletivos do terceiro setor, o dialogo com todos os órgãos da Administração Pública Estadual, Direta e Indireta, servindo como instância facilitadora e organizativa, que promova a interação entre o Governo e a sociedade;
  • De forma mais ampla, acolher, ouvir, analisar e responder às demandas e pleitos do público específico já enunciado, visando à tramitação e acompanhamento dos efeitos e desdobramentos junto aos demais órgãos da Administração Estadual, bem como, quando necessário, servir à sociedade civil organizada em questões específicas junto aos órgãos competentes das administrações federal e municipais;
  • Quanto à participação, assegurar a transparência, visibilidade e acesso às informações, projetos e demais políticas públicas do Governo Estadual ás entidades e coletivos da sociedade civil organizada, bem como, orientar, informar e viabilizar a sociedade, nas ações, eventos e programas da Administração Estadual, com referências às áreas de interesse social e popular;
  • A articulação do diálogo entre os diferentes segmentos da sociedade civil e os órgãos governamentais;
  • A articulação e proposição da sistematização da participação social no âmbito governamental;
  • Promoção da participação social em articulação com os demais entes estaduais e a contribuição para o fortalecimento da organização social;
  • O recebimento e encaminhamento das reclamações, denúncias, representações e sugestões referentes a procedimentos e ações, programas e políticas de Governo;
  • A informação ao interessado, quanto ao andamento e os resultados das providências adotadas em relação às manifestações recebidas;
  • A organização e interpretação do conjunto das manifestações recebidas e a produção das estatísticas indicativas do nível de satisfação dos agentes envolvidos com as atividades sob a competência das unidades da estrutura do Governo e suas entidades vinculadas;
  • A apresentação das recomendações ao Governo, visando o aprimoramento e a correção de situações de inadequado funcionamento das atividades sob a competência das unidades da estrutura do Governo e suas entidades vinculadas;
  • A divulgação das suas competências aos agentes envolvidos com as atividades sob a regência das unidades da estrutura do Governo e das entidades vinculadas;
  • O desenvolvimento de estudos e pesquisas sobre participação social e diálogos sociais;
  • Coordenar o Comitê e a Comissão Estadual de Conflitos Urbanos e Rurais.